DIA DO ATLETA PROFISSIONAL

Hoje comemora-se o dia do atleta profissional… E advinha do que vamos falar?

Mindfulness no esporte!

O atleta profissional antes de mais nada é um ser humano e está exposto a todas emoções assim como nós.

Praticar esporte, além de preparo físico, treinamentos exaustivos e compromissos, exige alto nível de dedicação, concentração, confiança e equilíbrio emocional.

Mindfulness (atenção plena no momento presente, intencionalmente e sem julgamentos) está ligado ao melhor desempenho esportivo por reduzir a ansiedade e levar a um estado de FLOW

O que seria esse estado?

Nakamura e Csíkszentmihályi (2001) definiram nove fatores presentes neste estado de flow:

  • Clareza nos objetivos a serem alcançados.
  • Alto grau de concentração em um limitado campo de atenção.
  • Perda do sentimento de autoconsciência, sem preocupações com o autojulgamento ou o julgamento alheio.
  • Sensação de tempo distorcida.
  • Feedback direto e imediato quanto aos acertos e falhas no decurso da atividade.
  • Equilíbrio entre os níveis de habilidade pessoal e de desafio a ser enfrentado.
  • A sensação de controle pessoal sobre a situação ou a atividade, sem esforço consciente.
  • A atividade em si é recompensadora, sem expectativa de recompensa imediata ou futura.
  • Sentimento de fusão entre o praticante e a atividade praticada – a consciência é focada totalmente na atividade em si.

Atletas como LeBron James, Kobe Briant têm se beneficiado das práticas trazendo em seus relatos o aumento do foco concentração, a autoconsciência.

O tenista Novak Djokovic conta no livro “Sirva para vencer” que pratica Mindfulness 15 minutos diariamente. Ele revela “Eu me dei conta de quanta energia negativa enviava para o meu cérebro. Assim que consegui focar em retroceder um pouco e analisar meus pensamentos objetivamente, eu vi claramente: uma quantidade maciça de emoções negativas. Insegurança. Raiva. Preocupações com a vida e a minha família. Medo de não ser bom o bastante. Que talvez meu treinamento estivesse errado. Que minha estratégia para a próxima partida estava errada. Que eu estava perdendo tempo, desperdiçando potencial.” (fonte: Revista Tênis; 04/2015).

Também declarou que:

O jogo é o que acontece entre as duas orelhas do tenista (no cérebro) e não o que ocorre nos limites da quadra”

Aqui no Brasil também é realidade.

Luigi Turisco, preparador físico da equipe brasileira de handebol mostrou a eficácia da prática. Em testes realizados durante os Jogos Panamericanos constatou-se uma redução no desgaste muscular dos atletas que praticavam e uma melhora de 20% a 30% em acertos de situações de jogo, como passes e arremessos.

O nadador Nicholas Santos, após conquistar a medalha de prata durante o Campeonato Mundial, em julho de 2017, na Hungria, conta “Na parte mental, tenho utilizado o mindfulness, que é um trabalho de respiração, concentração, atenção plena e para vivenciar o presente” conforme entrevista à Revista Veja, na época.

Assim, vemos que Mindfulness pode ser aplicado em diversos aspectos da vida: trabalho, tarefas diárias e também nas raias e quadras do esporte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s