Outubro

Desafio do Nutri

Pegue agora o seu chocolate favorito e faça o teste.
1. Se sente em uma posição confortável, em uma cadeira, em um local onde não tenham distrações.
2. Deixe 3 pedacinhos de chocolate (quadradinhos) á sua frente, em cima da mesa, em um prato ou guardanapo.
3. Deixe as suas mãos sobre as suas penas com a palma das mãos voltadas para baixo e faça 3 respirações profundas.
4. Feche os olhos, e somente, esteja atento, sem julgamento, ao ambiente, os sons, cheiros, se conectando aos poucos ao ambiente. Em seguida, traga à atenção ao seu corpo. Tente observar e estar consciente da sua fome, diferencie a sua fome da sua vontade de comer e esteja atento também se alguma emoção (estresse, ansiedade e outros sentimento) estão atuando como fatores influenciadores.
5. Abra os olhos, escolha um pedacinho de chocolate e o observe como se fosse a primeira vez, com curiosidade.
6. Feche novamente os olhos e leve o chocolate próximo ao nariz e sinta o aroma. Compare uma narina com a outra.
7. Após sentir o aroma, leve o chocolate a boca, e deixe-o derreter e sinta o sabor nas diferentes regiões da língua e da boca, e usando uma escala de 1 a 10 onde 1 é totalmente sem satisfação e 10 muita satisfação, em que número está a sua escala de satisfação com esse primeiro chocolate
8. Repita o mesmo com os próximos pedaços sempre atento as sensações, emoções e pensamentos e as mudanças que ocorrem durante o uso dessa escala. Ela aumenta ? Ela diminui? Ela se mantém a mesma ?
9. Qual foi a sua percepção ao realizar esse exercício? Reflita como comer chocolate dessa forma pode lhe auxiliar a desfrutar mais os alimentos e principalmente os que mais ama.

O que achou? Me mande um e-mail e me conte a sua experiência, duvidas, sensações e pensamentos.


 

xxx

Muitas pessoas praticam o exercício físico como forma de compensação. Ao comer excessivamente, ou comer algo diferente do habitual e como consequência, tentam compensar no exercício.
Ao fazer isso, o exercício ganha uma conotação negativa, como se fosse uma punição por ter comido além da sua necessidade, se torna um sacrifício e essa associação de exercício punitivo faz com que a motivação se perca e não leva em consideração outros aspectos relacionados ao exercício, como o prazer da prática os ganhos relacionados a saúde.
Exercitar-se não deve ser encarado desta forma, deve ser inserido em sua rotina, ao seu modo, aos poucos, deve ter um significado, uma motivação que vem de dentro (seja por prazer ou satisfação, novas experiências e sensações, etc), se tornando gradativamente um hábito que fomente valores importantes, como sua saúde e bem estar, por exemplo.
Um dos segredos é constância, então continue tentando e não se culpe caso não consiga, está tudo bem! Todos os dias temos uma nova oportunidade de tentar de novo.
Então faça exercícios porque você ama o seu corpo, essa é uma forma de cuidado e gentileza com você mesmo 😉


 

momento mindful

Ter consciência plena é estar atento ao momento presente, sair do piloto automático e trazer mais foco, confiança e cuidado em tudo que você faz. Mas como praticar essa consciência? Mindfulness é experiencial e podemos praticar de maneira formal, ao sentar em postura, ou aplicá-lo no nosso dia-dia através das seguintes 5 dicas de práticas simples e fáceis
1) Comece o dia com um propósito, assim você se torna mais compassivo e mais atento. Ao acordar, se pergunte qual seu propósito para o dia (“comer alimentos mais saudáveis”, “praticar exercício físico”, “ser mais gentil”) e cheque estas intenções no decorrer do dia; ficará mais consciente de seu propósito
2) Aproveite cada pedaço do alimento, saboreie devagar e traga atenção para as sensações físicas para ter mais consciência dos seus sinais de fome
3) Saia do piloto automático, faça decisões e ações intencionais, relembre regularmente a intenção de estar atento, colocando por exemplo post-it de alerta, por exemplo uma mensagem de “saboreie devagar” junto a sua fruta de lanche
4) Ative sua mente e seus músculos, direcione sua atenção e toda energia para atividade que estiver realizando
5) Mantenha-se calmo e aumente a conexão com o próximo; respire fundo, se pergunte qual sua necessidade e se dê o que você precisa (quer um doce? Coma um pedaço de doce; precisa de afeto? use frases de autocompaixão com você). Reconheça que assim é o ser humano e que outras pessoas, assim como você, também têm necessidades e buscam somente ser feliz.